COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Atlas de Conflitos Socioterritoriais na Pan Amazônia, organizado pela CPT, deve ser lançado no primeiro dia do IX Fórum Social Panamazônico

Texto e fotos: Mário Manzi/Assessoria de Comunicação - CPT

Regionais das CPT’s da Amazônia, reuniram-se entre os dias 24 e 26 de janeiro, em Goiânia, para discutir ações do ano de 2020. Ao todo estiveram juntos representantes de oito regionais que debateram questões como: as ações desenvolvidas pela articulação, planejamento e preparação para o IX Fospa.

No primeiro dia, a análise de conjuntura foi realizada pelo Prof. Dr. Ricardo Gilson da Costa que faz parte do Laboratório de Pesquisa em Gestão do Território  (Laget), da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Ou as vacas de Bolsonaro na Amazônia, ou as uvas dos gaúchos no Sul

Costa fez uma apresentação sobre “Geopolítica, Agronegócio e Mercado de Terras” na Amazônia e abordou temas como áreas protegidas e territórios culturais, além de queimadas, e agrobandidagem enquanto projeto territorial. Para o professor, está em curso um processo de “Desamazonização da Amazônia” que seria a substituição da biodiversidade por meio da introdução da monocultura. Após a exposição, os representantes trocaram informações acerca de suas realidade locais.

Sínodo

Em um segundo momento, Maria Petronila Neto, agente do Regional Rondônia, explanou sobre o Sínodo Para a Amazônia, do qual foi auditora convidada pelo Vaticano. Petronila falou do momento Sinodal e das discussões que ocorreram em Roma durante o mês de outubro.

“A criminalização das lideranças é uma ameaça constante na Amazônia”, afirma Maria Petronila Neto

A agente da CPT lembrou que estiveram envolvidas no momento pré-sínodo mais 87 mil pessoas. Sobre a assembleia sinodal, a agente deu destaque à participação de leigas e leigos. Maira Darlene Braga também relembrou a participação que teve no projeto de acompanhamento internacional chamado “Amazônia: Casa Comum”, agenda que corria paralelamente ao Sínodo.

Atlas + Fospa

A participação da CPT no IX Fórum Social Panamazônico (Fospa) foi tema do segundo dia de discussões da reunião. Foram tratados pontos relativos à ida da delegação da Articulação das CPT’s da Amazônia e discutidas questões desde a logística à divisão de tarefas durante a participação no Fórum. Também foi observada a necessidade de dar continuidade às iniciativas e desdobramentos do Fospa.

Reunião discute Fospa 2020 e Atlas de Conflitos Socioterritoriais na Pan Amazônia

O lançamento do Atlas de Conflitos Socioterritoriais na Pan Amazônia, que será realizado no primeiro dia do Fórum, foi outro tema debatido. Na ocasião foram examinados, coletivamente, os dados e mapas - referentes ao Brasil - que constarão no atlas. Também foram discutidos pontos acerca da divulgação do lançamento do Atlas.

O IX Fospa será realizado entre os dias 22 e 25 de março na cidade de Mocoa, em Putumayo, na Colômbia. O fórum será dividido em três eixos programáticos, sendo eles: Povos e Culturas em Identidade Amazônica; Territórios e Caminhos de Vida; Autonomias e Governo Comunitário.

O Atlas de Conflitos Socioterritoriais na Pan Amazônia reúne dados relativos aos anos 2017 e 2018 de Brasil, Bolívia, Colômbia e Peru, e cobrem 86% da área de toda a Pan Amazônia.

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir