COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

Convocada pela memória subversiva do evangelho da vida e da esperança, fiel ao Deus dos pobres, à terra de Deus e aos pobres da terra, ouvindo o clamor que vem dos campos e florestas, seguindo a prática de Jesus

 

A CPT quer ser uma presença solidária, profética, ecumênica,

fraterna e afetiva, que presta um serviço educativo e transformador

junto aos povos da terra e das águas,

para estimular e reforçar seu protagonismo.

 

A CPT reafirma seu caráter pastoral e retoma, com novo vigor, o trabalho de base junto aos povos da terra e das águas, como convivência, promoção, apoio, acompanhamento e assessoria:


1. nos seus processos coletivos:

de conquista dos direitos e da terra, de resistência na terra,

de produção sustentável (familiar, ecológica, apropriada às diversidades regionais);


2. nos seus processos de formação integral e permanente:

a partir das experiências e no esforço de sistematizá-las;

com forte acento nas motivações e valores, na mística e espiritualidade;

 

3. na divulgação de suas vitórias e no combate das injustiças;

sempre contribuindo para articular as iniciativas dos povos da terra e das águas e buscando envolver toda a comunidade cristã e a sociedade, na luta pela terra e na terra; no rumo da “terra sem males”.

 

Texto elaborado, em novembro de 1998, por agentes que participam da CPT há mais de dez anos e revisto e aprovado durante o I Congresso da CPT, realizado em Bom Jesus da Lapa, em 2001.