COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Trabalho Escravo

Na semana do 13 de maio, CPT reforça campanha contra trabalho escravo contemporâneo

Na semana do 13 de maio, CPT reforça campanha contra trabalho escravo contemporâneo

Entre os dias 11 e 15 de maio, a Comissão Pastoral da Terra realizará a Semana de Comunicação em Combate ao Trabalho Escravo. A ação, que acontece anualmente na Bahia na semana em que é comemorada a abolição da escravatura no Brasil, este ano será nacional e visa alertar a população dos riscos e da existência do trabalho escravo contemporâneo. Durante esses cinco dias, a CPT vai intensificar a divulgação de materiais informativos e educativos sobre a temática, produzidos pela Campanha “De olho aberto para não virar escravo!”. Uma live será realizada no dia 13 de maio com o tema “O trabalho escravo ainda tem cor?”.…

Leia mais:

Justiça aceita denúncia do MPF por trabalho escravo na fazenda Brasil Verde (PA)

Justiça aceita denúncia do MPF por trabalho escravo na fazenda Brasil Verde (PA)

A Justiça Federal aceitou a denúncia criminal apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) contra João Luiz Quagliato Neto e Antônio Jorge Vieira por aliciar trabalhadores, frustrar direitos trabalhistas e reduzir pessoas à condição semelhante à de escravo, crimes cometidos contra 85 trabalhadores rurais que foram resgatados na fazenda de Quagliato, no município de Sapucaia (PA), em 15 de março de 2000.…

Leia mais:

2019 - Com risco de crescente invisibilidade, trabalho escravo permanece no Brasil

2019 - Com risco de crescente invisibilidade, trabalho escravo permanece no Brasil

Com 1.054 pessoas encontradas em situação de trabalho escravo em 2019 (e 968 delas efetivamente resgatadas), os números do ano de 2019 se situam praticamente na média dos últimos 5 anos e demonstram a resiliência do problema, em contexto de restrição crescente dos recursos financeiros e humanos dedicados no Brasil à fiscalização deste crime. Em 2018 e 2019 a fiscalização do trabalho dispôs de magros R$ 71 e 70 milhões, respectivamente. Para 2020, a previsão orçamentária deve piorar este quadro: míseros R$ 36 milhões. Conforme informado pelo SINAIT, falta preencher 1.484 dos 3.644 cargos de fiscais criados por lei: um déficit de 40%.…

Leia mais: