COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Em Nota, a CPT na Paraíba manifesta repúdio em relação à violência no campo, que, no sábado, dia 08 de dezembro, vitimou Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva (conhecido como Orlando), ambos coordenadores do acampamento Dom José Maria Pires. Confira:

 

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) do estado da Paraíba vem de público repudiar a barbárie praticada contra os dois companheiros Orlando e Rodrigo, na noite deste sábado (08 de dezembro), no acampamento Dom José Maria Pires, situado no município de Alhandra, litoral sul do estado.

Os dois eram militantes do MST e animavam a luta pela terra na região. A brutalidade do latifúndio - acompanhado pela ganância e pela especulação do capital - tem se alimentado por uma onda de ódio de classes sociais e por um sentimento, espalhado nos últimos meses, de justiça pelas próprias mãos, pregado pelas "lideranças" políticas do país.

Confira também a Nota do MST: Dois Sem Terra são assassinados na Paraíba

Nossa solidariedade às famílias do acampamento Dom José Maria Pires, às famílias enlutadas e aos companheiros e companheiras do MST. Que o Deus da Vida seja nossa fortaleza. Temos a responsabilidade de continuar o sonho dos dois companheiros. Não vão nos calar!

Orlando e Rodrigo: presente! Presente! Presente!
Dom José Maria Pires, rogai por nós!

09 de dezembro de 2018
Comissão Pastoral da Terra do estado da Paraíba

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir