COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Conflitos

NOTA PÚBLICA: Distribuidora de energia do Pará deixa assentamento Dorothy Stang sem energia

A equipe da CPT de Anapu (PA) vem por meio desta Nota Pública solicitar divulgação de denúncia contra a ação envolvendo o poder público e a empresa Equatorial Pará Distribuidora de Energia S.A, contra as famílias que compõem o P.A. Dorothy Stang, na gleba Bacajá. De acordo com o documento, "na manhã do dia 29 de novembro, cerca de 14 viaturas da Polícia Militar entraram na área onde o INCRA pretende assentar as referidas famílias, junto com um oficial de Justiça da Vara única de Anapu... O oficial declarou que a ação tinha como justificativa o cumprimento de uma decisão judicial, a qual determinava a retirada de toda a rede elétrica do assentamento. Nenhum documento foi oficialmente entregue às famílias e a energia foi desligada. A comunidade não estava ciente do processo e nem da ação e muito menos foi ouvida! Na ocasião, o Oficial de Justiça Darlan Oliveira Cavalcante, tentou obrigar as famílias a assinar um documento apresentado, mas não deixou o documento ser lido pelos ocupantes. Em seguida, a Polícia Militar com ordem do Major Marcos, bloqueou a estrada que dá acesso ao Lote 97, impedindo as pessoas de irem às suas casas e as crianças de irem à escola. Desde então, o assentamento encontra-se sem energia e, segundo as lideranças locais, corre o risco iminente de mais um ataque por parte de mandatários de pretensos proprietários. Além disso, a estrada do assentamento foi totalmente destruída pelo tráfego dos caminhões e carros pesados".

 

Leia mais...

Juiz determina a paralisação de esbulho possessório e reintegração de posse na Gleba Tauá (TO) e fixa multa diária de 500 mil reais caso latifundiários descumpram decisão

Em decisão favorável à comunidade Gleba Tauá, juiz determina a paralisação de esbulho possessório e reintegração de posse e fixa multa diária de 500 mil reais aos latifundiários que promoveram episódios de violência e terror aos agricultores que ocupam tradicionalmente a região

Leia também: Trabalhadores rurais são agredidos e casas são incendiadas em conflito na comunidade Gleba Tauá -TO


Por Andressa Zumpano - Assessoria de Comunicação da CPT Nacional

Fotos Thomas Bauer|H300 e CPT-Araguaia/Tocantins

Leia mais...

NOTA PÚBLICA - Famílias de comunidade do Alto Xingu sofrem ameaça de grupo armado

A equipe da CPT do Alto Xingu, no Pará, vem a público denunciar a ação de um grupo armado que vem causando terror às famílias da Comunidade Divino Pai Eterno, em São Félix do Xingu, Pará. No último dia 17 de novembro, a vila da comunidade sofreu um ataque por cerca de 50 homens em 20 caminhonetes, os quais estavam fortemente armados. Os homens arrombaram casas e destruíram bens dos moradores. Após as investidas na vila, se deslocaram para a vicinal que dá acesso à comunidade. Ali iniciaram a abordagem de moradores que lá passavam, os infligindo agressões verbais e ameaças. Durante as abordagens houve disparos de revólver para o alto. De acordo com Nota divulgada, "a CPT Alto Xingu cobra das autoridades competentes agilidade no tratamento do caso, pois há mais de uma semana as famílias de agricultores ocupantes do Complexo Divino Pai Eterno estão expostas à violência de um poder paralelo ao Estado e nenhuma medida mais drástica foi tomada até o momento". Confira o documento na íntegra:

Leia mais...