COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

Entre os dias 27 de fevereiro e 1º de março, povos e comunidades tradicionais do Maranhão serão acolhidos pelo povo indígena Gamela, em Taquaritiua, município de Viana. O 2º Encontro dos Povos e Comunidades Tradicionais é a realização de um sonho alimentado desde sempre por nossos Ancestrais que lutaram lado a lado em defesa de seus modos de vida balizados pela comunhão entre si, com a mãe terra e seus viventes e nossos Encantados.

 

(Por Organização do II Encontro)

Em novembro de 2013, no território da Reserva Extrativista Tauá-Mirim, em São Luís (MA), indígenas, quebradeiras de coco, pescadores, ribeirinhos, quilombolas compartilharam vivências e lutas e afirmaram ser necessário tecer com os fios coloridos da nossa memória, das nossas resistências e lutas uma grande rede – A REDE DE POVOS E COMUNIDADES TRADICIONAIS.

Um tecedor, uma tecedeira escolhe bem os fios para tecer a rede, pois conhece as adversidades a serem enfrentadas nos rios e mares. Sabemos quem são os nossos inimigos – madeireiros, mineradoras, pecuaristas, sojicultores… o Estado e suas instituições – Congresso, Judiciário, Autarquias – racistas, mas seguimos em luta, sustentados pela força de nossos Ancestrais, Encantados, Caboclos, Orixás, de nossos/as Mártires.

Queremos, nesse segundo Encontro, com mais fios, continuar tecendo o nosso Bem Viver – Projeto de Vida com os pés fincados na nossa História e com os olhos voltados para Futuro, consolidando nossas organizações autônomas, nossos conhecimentos ancestrais, nossos modos de plantar, colher, repartir, e celebrar.

O Povo Gamela, que nos acolhe, é, para nós, como uma plantinha teimosa; resistiu, apesar de esmagada, e agora se levanta com a força dos seus cantos e maracás.

Por último, reafirmamos a defesa dos nossos territórios, pois “nossa escritura são os nossos pés”, como proclamou Demetriz, do povo Gamela.

Programação

Ao longo desses três dias de encontro, os participantes farão memória ao primeiro Encontro dos Povos e Comunidades Tradicionais. Além disso, serão abordadas estratégias de resistência, insurgência e mobilização conjunta dos povos. Também estará em pauta no encontro temas como a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 215, o Projeto de Lei (PL) da Mineração, a paralisação das demarcações das terras indígenas e quilombolas, e a não regularização dos territórios pesqueiros, entre outros assuntos.

O evento é organizado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), Conselho Indigenista Missionário (Cimi), e Justiça nos Trilhos.

 

Serviço

2º Encontro dos Povos e Comunidades Tradicionais

Data: 27 de fevereiro a 1º de março de 2015

Local: Comunidade indígena Gamela, em Taquaritiua, município de Viana – Maranhão.

Maiores informações: (98) 988945028

 

Veja algumas imagens do 1º Encontro dos Povos e Comunidades Tradicionais

 

 

 

 

 

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir