COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

No início da manhã desta quinta-feira, 30 de maio, ocorreu, na Universidade Federal do Tocantins (UFT) Campus de Araguaína – Centro de Ciências Integradas (Unidade Cimba), a 1ª Feira de Produtos da Agroecologia com produtores da Comunidade Ilha Verde.

Fonte: Assessoria de Comunicação da CPT

Imagem: CPT Araguaia-Tocantins

Atingida pela Usina Hidrelétrica de Estreito, a Comunidade Ilha Verde ocupou uma área do consórcio da hidrelétrica em 2013 e está ameaçada de despejo. É uma comunidade liderada por mulheres e que desenvolve uma agricultura agroecológica.

Elas mantêm uma feira todos os sábados em Babaçulândia (TO). Nesta quinta-feira, com o ato em defesa da educação e contra os cortes do governo federal, a comunidade ofertou produtos agroecológicos para alunos e alunas e professores.

A feira contou com produtos como: rúcula, cheiro Verde, pimenta malagueta, mamão, coco babaçu, limão, abóbora, alface, mandioca, banana, farinha, azeite de coco e outros.

LEIA TAMBÉM: Com mais de 90 bancas, Feira Agroecológica do FAMA reúne produtos do campo e da cidade

34ª Feira Cultural da Reforma Agrária em Fortaleza (CE) terá lançamento do Conflitos no Campo Brasil 2018

I Feira de Troca de Sementes e Mudas Crioulas reúne mais de 70 agricultoras e agricultores em Porto Alegre do Norte (MT)

A comunidade é acompanhada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), e a feira é promovida em parceria com o movimento e com a UFT através do Núcleo de Agroecologia do Campus de Araguaína (Neuza).

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir