COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Famílias de acampamento no norte da Bahia conquistam implementação agrícola, fruto da Jornada de Lutas realizada no mês de outubro de 2017, onde o MST mobilizou milhares de Sem Terra em todo estado.

 

(Fonte/Fotos: MST).

No último dia 20 de janeiro, cerca de 500 famílias do Acampamento Irmã Dorathy, localizado em Casa Nova, no Norte baiano, conquistaram um trator para contribuir com o trabalho produtivo da comunidade.

A conquista é fruto da Jornada de Lutas realizada no mês de outubro de 2017, onde o MST mobilizou milhares de trabalhadores e trabalhadoras Sem Terra em Salvador e no interior do estado. Na ocasião, foi reivindicado demandas centrais para o desenvolvimento social nos assentamentos, como a construção de estradas, escolas, crédito, saúde e implementação agrícola.

A entrega do maquinário foi realizada durante um café coletivo com as famílias acampadas e contou com a participação da direção regional do MST, da militância local e do gabinete do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA).

De acordo com Leidiane Gomes, da direção estadual do Movimento, a conquista precisa ser vista como um instrumento de organização e fortalecimento da luta pela Reforma Agrária Popular. “Estamos vivendo um momento de golpe e só existe uma forma de livrar o nosso país das correntes impostas por esse governo golpista: fazer luta!”, destaca.

LEIA MAIS: Em PE, acampados de São Joaquim do Monte sofrem com despejo violento

Ouvidorias cobram providências sobre desaparecimento de líderes sem terra

No Rio Grande do Norte, famílias sem-terra sofrem despejo

Nota de Pesar: Márcio Matos, liderança do MST na Bahia, presente!

A dirigente disse também que essa conquista fortalece as pautas da classe trabalhadora e contribui nas atividades de produção no campo, principalmente, numa região que sofre com os longos períodos de estiagem.

Leidiane fala ainda que uma das lutas do MST é por melhoria de vida e que vai além da conquista de um pedaço de terra. “Ela [a luta] perpassa as necessidades dos indivíduos e assim, busca a dignidade e o bem-estar social do homem com a natureza, acabando com toda crueldade do latifúndio na sociedade”, conclui.

Esse é o segundo trator conquistado pelos trabalhadores Sem Terra da região no último período. O primeiro foi entregue à brigada Pau de Colher, durante o 18º Encontro da Regional do MST, entre os dias 10 e 13 de dezembro de 2017.

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir