COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Desde a década de 1950, muitos lavradores moravam e trabalhavam na Fazenda Vale do Juari, em Colméia (TO). A área era conhecida como sendo terra da União. Em 1971, o empresário goianiense José Fleury Curado surgiu afirmando-se proprietário da região, gerando muitos conflitos e mortes em sequência. Em 1979, a terra é vendida por ele ao fazendeiro Luiz Espindola Cardoso. Várias liminares de despejo foram concedidas ao fazendeiro. Em uma destas, no dia 07/03/1986, o fazendeiro, acompanhado de seus filhos, de pistoleiros e de policiais militares, despejou oficialmente 36 famílias, queimando as casas. Na ação, um homem, uma mulher e uma criança foram mortos. Apenas em novembro de 1988 é que os fazendeiros assinaram escritura pública transferindo a Fazenda Vale do Juari para a União com fins de Reforma Agrária.

(Foto: CEDOC Dom Tomás Balduino)

Crédito dados: CEDOC Dom Tomás Balduino / CPT

Conteúdo sob licenciamento Creative Commons