COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Conforme denúncia feita pela Liga dos Camponeses Pobres (LCP), durante audiência pública no Incra de Porto Velho, em 11/05/2017, os trabalhadores Valdinei Assis da Silva, Yure Silva e Geovane Alves de Jesus, foram assassinados pelo fato de apoiarem a luta por reforma agrária de famílias sem-terra que atuam na região.

(Foto: ERondônia)

LEIA MAIS:

Carta do Ato Denúncia: Por Direitos e contra a Violência no Campo

NOTA PÚBLICA - Sem direito à terra em vida, massacre e morte indigna

CPT Amazonas lançará relatório Conflitos no Campo Brasil 2016

Crédito dados: CEDOC Dom Tomás Balduino / CPT

Conteúdo sob licenciamento Creative Commons