COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

A publicação anual da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Conflitos no Campo Brasil 2016, foi lançada na tarde desta quarta-feira, 19, em Sinop, região norte de Mato Grosso. Cerca de 150 pessoas percorrem, neste momento, as principais ruas da cidade em direção aos Ministérios Públicos Estadual e Federal, onde protocolarão ofícios e pautas de denúncias sobre violações de direitos humanos no estado.

 

(Com informações do MAB)

Segundo informações de participantes do ato, alguns manifestantes foram intimidados por funcionários da Justiça Federal.

 Os recordes de 2016

Em 2016 foram registrados 61 assassinatos em conflitos no campo. Isso equivale a uma média de cinco assassinatos por mês. Destes 61 assassinatos, 13 foram de indígenas, 4 de quilombolas, 6 de mulheres, 16 foram de jovens de 15 a 29 anos, sendo 1 adolescente. Nos últimos 25 anos o número de assassinatos só foi maior em 2003 quando foram registrados 73 assassinatos.

SAIBA MAIS:

>> ESPAÇO PARA A IMPRENSA (releases e tabelas comparativas)

 >> Tabelas com os dados ano a ano  

 Contribua com a CPT: Clique aqui e adquira a publicação Conflitos no Campo Brasil 2016.

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir