COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

João Pereira de Oliveira, conhecido como João Bigode, 56 anos, foi morto por volta das 19 horas do último dia 15 em a frente sua casa, localizada na Comunidade de Santana, no município baiano de Antônio Gonçalves. Comunidade quilombola, do Território de Tijuaçu, que luta há anos pela regularização. Confira a Nota:

 

O que significa o mandamento “não matarás”?  

“Deuteronômio 5;17

A Comissão pastoral da Terra Centro Norte, Diocese de Bonfim, na Bahia, vem através desta manifestar sua tristeza e indignação pela ocorrência de mais um crime contra trabalhador rural e liderança popular.

Denunciamos o bárbaro assassinato de João Pereira de Oliveira, conhecido como João Bigode, 56 anos, casado, pai de 2 filhos e 1 filha, ocorrido às 19h do dia 15 de abril, na frente de sua casa na Comunidade de Santana, município de Antônio Gonçalves. Trata-se de uma comunidade quilombola, do Território de Tijuaçu-BA, que há anos luta pela regularização.

Segundo familiares, o crime ocorreu quando o mesmo estava jantando com sua família, chegou em sua residência um pálio branco, quando duas pessoas desceram, chamaram João e disparam 6 tiros, enquanto outras pessoas permaneceram dentro do carro, em seguida fugiram sem deixar rastros.

João Pereira de Oliveira era pessoa simples, presidente da associação, animador da comunidade, conselheiro, militante da comissão de água, e lutador dos direitos junto à comunidade. Para seus filhos, João era além de pai, companheiro e amigo, com alegria e diálogo orientava-os para o caminho do bem.

Segundo familiares e vizinhos, o mesmo já não estava tão à frente dos trabalhos da associação, havia se afastado para cuidar do pai de mais de 90 anos. Também ressaltam que João não tinha nenhum queixa ou rixa com ninguém, desconhecem se estava sofrendo ameaças. 

“João Bigode” foi enterrado às 18h30 no Cemitério da sua comunidade, acompanhado por uma multidão de amigos e amigas ligados aos movimentos sociais, políticos e toda a comunidade formada basicamente por familiares.

Que o Cristo Ressuscitado abençoe e conforte a família do João Bigode!

O sangue do inocente clama da terra por justiça!!!

Exigimos das autoridades responsáveis medidas urgentes para investigação de mais este crime e punição dos culpados!

Senhor do Bonfim, 16 de abril de 2016

Comissão Pastoral da Terra, Centro Norte, Diocese de Bonfim-BA

Gostou dessa informação?

Quer contribuir para que o trabalho da CPT e a luta dos povos do campo, das águas e das florestas continue? 

Clique aqui e veja como contribuir