COMISSÃO PASTORAL DA TERRA

 

 

 

Conflitos

Prisão de Chafik é resposta à ofensiva da direita contra MST

Prisão de Chafik é resposta à ofensiva da direita contra MST

O mandante do Massacre de Felisburgo estava foragido desde junho, agora pagará a pena de 115 anos de prisão. Segundo o Dirigente do MST, Silvio Netto, “Chafik foi condenado duas vezes. A primeira pela justiça e a segunda pelo povo. Essa condenação é fruto da pressão da sociedade, que não tolera mais a violência no campo.” Porém, Netto ainda ressalta que ainda tem muitos como o Chafik à solta.…

Leia mais:

Justiça do Pará mantem decisão e irá despejar cerca de 300 famílias do Acampamento Hugo Chávez a dez dias do Natal

Em Audiência de emergência realizada hoje, 13, após o atentado sofrido na última segunda-feira, 11 de dezembro, quando as famílias do Acampamento Hugo Chávez, que já se preparavam para o despejo marcado para essa quarta-feira, foram atacadas por pistoleiros, o juiz decidiu pela manutenção do despejo, que será realizado amanhã, dia 14.…

Leia mais:

Veneno está na torneira: Liminar suspende atividade agrícola em fazenda que põe em risco bacias hidrográficas na região de Palmas (TO)

Veneno está na torneira: Liminar suspende atividade agrícola em fazenda que põe em risco bacias hidrográficas na região de Palmas (TO)

Liminar de juiz da 5ª Vara Cível na Comarca de Palmas (TO) exige que sejam suspendidas as atividades agrícolas e pecuárias na fazenda Maanain. A determinação paraliza os plantios por acusar a propriedade de infringir leis ambientais, com inúmeros autos de infração. O veneno das plantações escorre para as nascentes dos rios e chega as torneiras dos palmenses.

Leia mais:

Pistoleiros tentam expulsar famílias de acampados antes da Justiça, no Pará

Pistoleiros tentam expulsar famílias de acampados antes da Justiça, no Pará

Justiça marcou reintegração de posse para esta quarta-feira, 13. Entretanto, faltando menos de 48 horas para o despejo, pistoleiros fortemente armados atacaram as famílias do Acampamento Hugo Chávez, que já deixavam a área. Agora, diante dos últimos acontecimentos, os sem-terra decidiram permanecer no acampamento, e convocaram manifestação para amanhã.

Leia mais: