Conflitos no Campo

Seção de Vídeos

A CPT agradece a todos e todas que nos enviaram mensagens de solidariedade e de pesar pela morte de Dom Ladislau Biernaski, nosso presidente. Listamos abaixo algumas dessas mensagens:

Confira na nossa galeria de imagens, clicando aqui, fotos de Dom Ladislau Biernaski na sua trajetória na CPT.

 

MENSAGENS PELA MORTE DE DOM LADISLAU BIERNASKI

NOTA DE PESAR PELO FALECIMENTO DE DOM LADISLAU

 

A Comissão Pastoral da Terra Ceará, vem a público manifestar o seu pesar pelo falecimento do Presidente da CPT Nacional, Dom Ladislau Biernaski, e, ao mesmo tempo, se solidarizar com os familiares, amigos e companheiros de luta e de ideal.

 

A ausência nos faz sentir saudades, mas também a presença de alguém que em vida se fez valer pela coragem, determinação, audácia, ousadia, solidariedade fé e amor. A nós cabe o dever do zelo, da vigilância, do cuidado, por seu legado tão precioso e tão raro no contexto da Igreja atual.

 

A perda de Dom Ladislau deixa em todos nós uma lacuna que dificilmente será preenchida. Entretanto, o seu exemplo e a sua resistência na luta pela promoção e defesa dos direitos humanos e em especial dos camponeses e camponesas, certamente continuarão a inspirar todos aqueles que sonham e trabalham por um país mais justo e menos desigual.

“Há aqueles que lutam um dia, e são bons;
Há outros que lutam um ano, e são melhores;
Há aqueles que lutam muitos anos, e são muito bons;
Porém há os que lutam toda a vida
Estes são os imprescindíveis”

Bertold Brecht

Comissão Pastoral da Terra Ceará


Dom Ladislau, descendente de migrantes, seu nome e sua presença possam ser guardadas como  uma benção para o povo da terra que o sr.  amou e para nossa CPT.

 

Com a comoção dos eventos repentinos,

Luciano CPT  Bahia

 


Caros companheiros.

 

O nosso Regional recebe com pesar essa noticia, da Páscoa definitiva de Dom Ladislau.


É para a CPT, um sentimento de missão cumprida. Mas deixa uma lacuna, o testemunho profético desse Pastor que, verdadeiramente se apaixonou pelo Reino no serviço de muitas causas dos empobrecidos que lutam pela Terra.

Comungamos com todos(as), a falta que esse bom Pastor nos faz.

Saudações fraternas.

Pela equipe do Regional Pará.

 


MORRE O BISPO DA REFORMA AGRÁRIA

 

Jelson Oliveira

Dom Ladislau Biernaski era desses homens apaixonados pela terra. Mãos calejadas e unhas turvas, seu grande orgulho era mostrar a horta que mantinha no quintal de sua residência simples na cidade na qual viveu por muitos anos e da qual foi bispo nos últimos cinco, São José dos Pinhais. Essa paixão pela terra, herdada da família de imigrantes poloneses, fez com que ele transformasse a terra também numa causa evangélica e política. Por ela frequentou acampamentos e assentamentos em nome da Igreja. Muitas vezes deixou mitras e cátedras e foi à praça do povo para celebrar esse compromisso profético com a justiça. À frente da Comissão Pastoral da Terra em nível estadual e nacional, e das demais pastorais sociais que acompanhou, Dom Ladislau foi um amigo e companheiro. Soube como ninguém entender e explicar a missão pastoral da Igreja dos pobres e por esta clarividência, participou de inúmeras mobilizações da luta dos pobres paranaenses no campo e na cidade.

Na missa de sua posse, em março de 2007, na nova Diocese, o bispo do povo declarou que é "no âmbito da justiça é que se louva a Deus". Foi essa certeza que o alimentou em tantos anos de vida e de sacerdócio. Foi ela que o fez recusar os sacrifícios inocentes ofertados a Deus com o sangue dos trabalhadores e trabalhadoras. Talvez por isso, sua comovente simplicidade não o tornou perfeito como homem, mas o fez buscar a justiça como norma. Carregou suas cruzes e sangrou suas próprias feridas. Em seus olhos inquietos e miúdos sempre pudemos encontrar aquela inquietude de um ser inacabado. Teve seus erros, seus dramas e suas noites insones, depois das quais, louvava a Deus com um farto café da manhã na mesa central de sua sala, para o qual muitas vezes contava com a companhia de amigos e companheiros de luta. Partilhou o pão, a paixão e os estorvos da luta.

Seu lugar era à mesa dos pobres, como esperança, e às tribunas dos poderes e das mídias, como advertência. Ouviu com paciência. Amou com radicalidade. Falou com admirável coragem das causas mais difíceis, cujas feridas ainda sangram na geografia da nação. Foi padrinho incansável da campanha pelo módulo máximo para a propriedade da terra no Brasil. Chorou a morte de tantos trabalhadores sem terra país afora. Denunciou o trabalho escravo. Rezou por suas viúvas e abençoou seus filhos. Acreditou incansavelmente na agroecologia, na produção sustentável, no respeito ambiental e no comércio justo. Defendeu a agricultura camponesa com o entusiasmo que trouxe do berço. Caminhou em romarias e marchas. Deu entrevistas. Falou do Evangelho com a cativante palavra da esperança e da vida com a evangélica força do testemunho.

Como tantos outros, Dom Ladislau morreu hoje sem que sua utopia se realizasse. Mas dizem que a melhor forma de homenagear uma vida que se foi é dar continuidade aos seus projetos. Essa é a forma como eu e você devemos lembrar este homem cujo testemunho é, de tão raro, inesquecível; e de tão simples, profético. Nossa teimosia será sempre uma forma de homenagem. Sua memória um compromisso com a vida.

Prof. Dr. Jelson Oliveira
Coordenador do Curso de Filosofia PUCPR


Faleceu Dom Ladislau Biernaski,

 

Bispo de São José dos Pinhais- Parana e presidente da CPT.

Faleceu hoje pela manhã, 13/02/2012, Dom Ladislau Biernaski Bispo de São José dos Pinhais, Paraná.

Dom Ladislau foi durante muitos anos bispo auxiliar de Curitiba, e em 2006 foi nomeado o primeiro bispo da recem formada Diocese de São Jose dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba.

Dom  Ladislau, sempre foi um animador das pastorais sociais, atuante na Comissão pastoral da Terra, foi eleito sue presidente nacional em 2009.

Mais do que cargos em funções,  Dom Ladislau  era uma pessoa muito sábia, humilde e simples que gostava de conviver com os pobres e em especial com os camponeses.

Sempre apoiou a reforma agrária e o MST no Paraná e em todo Brasil.

Nos deixa aos 73 anos de uma vida comprometida com a verdade e a justiça.  Um bispo filho de camponeses migrantes poloneses, que se preocupava com a soberania alimentar, com a agroecologia.   Era um semeador de idéias e de exemplos de vida , a serviço dos camponeses.

Grande Dom Ladislau, foi um verdadeiro pastor!

Secretaria nacional do MST

 


Morreu o bispo da CPT.. D. Ladislau.

 

Companheiro e amigo comprometido com a luta de longas jornadas, hoje retornou para a casa do Pai.

Breve  estará no seio da Mãe Terra. Mãe que tanto ele amou e lutou para que ela fosse sempre livre de todos os males..

O velório será na Catedral de São José e o enterro provavelmente quarta, dia 15 de fevereiro.

Aqui nossos agradecimentos a  Deus  pelo tempo de  dedicação a causa da justiça Social.

Pelo Regional da CPT PR

Todos Agentes e Coordenação


Uma grande perda para a Igreja do Brasil! Mas a vida para quem acredita não é tirada, mas transformada.  Dom Ladislau realmente um grande pastor, missionário e profeta. Seu testemunho em favor dos pobres principalmente camponeses que buscam na terra mãe não apenas sustento, mas respeito e valorização, ficará gravado em nossos corações. Nossos Bispos, Pastorais e Organismos do Regional N2 da CNBB, transmitem à Diocese de São José dos Pinhais(PR), aos familiares e amigos de D. Ladislau e a nossa querida CNBB, as condolências e a certeza de nossas orações e amizade,

 

Orlanda Rodrigues Alves

Secretária Executiva-

Regional N2- CNBB


O Partido Socialismo e Liberdade do Paraná lamenta profundamente o falecimento do bispo de São Jose dos Pinhais, Dom Ladislau Biernaski, um incansável lutador em defesa de justiça social e um grande defensor dos pobres e dos oprimidos.

 

Dom Ladislau dedicou sua vida inteira, de forma intensa, à defesa das causas sociais.

Aqueles e aquelas que lutam no dia a dia por melhores condições de vida perderam um grande aliado.

Luiz Felipe Bergmann

Secretário de Comunicação


Nossos sentimentos pelo falecimento de D. Ladislau. Publicaremos amanhã no Congresso em Foco o artigo encaminhado abaixo.

 

Atenciosamente,

 

Sylvio Costa, diretor e fundador do Congresso em Foco


Prezadas/prezados, não precisa dizer que fui tomada pela surpresa e pela tristeza com essa notícia. Imagino então vocês, que estavam mais diretamente em contato com Dom Ladislau.

 

Como diz Jelson, o nosso desafio fica ainda maior.

Abraços

Fátima


 

Aos que fazem a Comissão Pastoral da Terra:

Compartilho com vocês e com toda a Igreja do Brasil a dor e a esperança pela Morte e Ressurreição de Dom Ladislau Biernaski.

O texto de Jelson de Oliveira retrata fielmente a história de um homem e de um cristão que se deixou guiar pela fé e pelo sonho de um mundo mais fraterno e justo.

Acolham os sentimentos de solidariedade da Diocese de Caruaru.

Dom Bernardino Marchió

Bispo de Caruaru

 


Queridos Companheiros da CPT!

 

Agradeço o e-mail comunicando a Páscoa de Dom Ladislau.

Da cidade de Florença (Itália, onde me encontro hoje ), matriz de tantas belas artes que o mundo conhece; berço dos que sitematizaram a língua oficial Itáliana; sede do Progetto do Agata Smeralda, que socorre, há 20 anos, mais de 10 mil crianças pobres no Brasil, e outras nações como áfrica, Haiti, etc..; sede da Igreja Particular que enviou  milhares de missionários/as - ordenados, de vida consagrada, leigos e leigas -, para colaborar com a Ação Evangelizadora da Igreja Católica no Brasil e em outros países, envio as minhas condolências à Comissão Pastoral da Terra, e a todos os que, com sentimento de pesar e de esperança, agradecem a Deus a vida e o ministério sacerdotal deste autêntico discípulo missiionário de Cristo, Dom Ladislau Biernaski.

Vou incluir, nestes dias, nas  minhas orações litúrgicas e devocionais, uma intenção especial em sufrágio da vida de Dom Ladislau, e pedir a Deus que, através da interseção do Bispo que partiu, valorizemos e enriqueçamos o patrimônio testemunhal de profecia que ele deixou, apontado o horizonte da vida em abundância, essência do  Reino de Deus.

Dom Gilio Felicio - Bispo de Bagé.


Amigos da CPT

 

Como D. Ladislau a chama  dos nossos anseios justiça na terra e da luta pela reforma agrária não se apagará em nossos corações,

grande abraço a todos@s

Rosely

 


Caro Canuto,
Que triste notícia!
Bem me lembro quando dos tempos que estive em Goiânia dos marcantes encontros com Dom Ladislau, e penso que o texto de Jélson exprime muito bem sua identidade tao fascinante, que combinava um engajamento e compromisso profundo com uma enorme humildade, empatia, interesse e muita alegria interior.

 


Que D.Ladislau descanse em Paz e que vocês na CPT encontrem o Conforto e mantenham a Esperança ativa para prosseguir na luta dele, que é de todos nós.


Abraços fraternos,
Luciano Wolff / EED

 


O Movimento dos Pequenos agricultores MPA do Estado do Paraná manifesta a tristeza pela passagem de D. Ladislau Bispo de Pinhais e Coordenador Nacional da Pastoral da Terra, amigo dos camponeses brasileiros, defensor dos oprimidos. Pessoa singular no seio da Igreja e da sociedade.

 

Ficamos órfãos de um verdadeiro Pastor!!!!!

A luta continua!!!!

Coordenação Estadual do MPA.


João e Sofia,

 

Boa Noite !

Informo que faleceu hoje à tarde o bispo de São José dos Pinhais, região Metropolitana de Curitiba, D. Ladislau Biernaski. Era um dos bispos que sempre apoiou o movimento de padres casados. Participou do 1o. Encontro Latino Americano desde a abertura, juntamente com o arcbisp o, e permanesceu durante todo o Encontro. Participou dos trabalhos de grupo e das plenárias, inclusive da discussão e votação das Proposições Pastorais aprovadas. Retirou-se do Encontro um pouco antes do encerramento, pretextando um compromisso. Na realidade retirou-se para dar liberdade para todos concebrarem a Eucaristia, inclusive D. Jeronimo, a quem D. Ladislau, na abertura, saudou chamando-o de irmão no episcopado. Todos os presentes pediram que o Alírio Beverian presidisse a Eucaristia pois ele era o delegado do Conselho dos Presbíteros do Brasil.

D. Ladislau, que era auxiliar do Arcebispo de Curitiba, foi designado titular da nova diocese de São José dos Pinhais e tomou posse dia 19/03/2007. Nos conhecíamos desde 1960 quando do início da  filosofia em Curitiba. Ele já estava iniciando a teologia, no mesmo Seminário, embora fosse lazarista e u diocesano.  Nos tornamos amigos desde aquela época, uma amizade que não se alterou, mesmo quando ele foi consagrado bispo.Juntos trabalhamos em várias pastorais, mesmo eu sendo padre casado. Fomos também companheiros de pescaria, que ele adorava. Fomos ao Mato Grosso para pescar, junto com um primo dele que era bispo de Tres Lagoas.

Estivemos no hospital semana passada. Demonstrou uma alegria tão grande. Conversamos bastante sobre questões eclesiais, e também amenidades. Queria continuar conversando, mas nos despedimos porque sabíamos da delicadeza de seu estado. Sofria de um cancer de intestino.

Foi um bispo simples, aberto,inteligente, acessível e amigo. Muitas vezes dividiu comigo o óleo para Unção de doentes quando moramos em São José dos Pinhais.

Fé em grego se diz aléteia , querendo  dizer não ao letes, que na mitologia grega era o rio que se atravessava na hora da morte e se chegava ao mundo do esquecimento. onde nada mais existia. Os que creem em Cristo chamam sua fé aléteia, ou seja: não ao letes, não ao esquecimento e sim à plenitude da vida que Deus deus aaos seus.

Por isso dizemos: eterna seja sua memória. Assim Altiva e eu dizemos:eterna seja a memória de nosso amigo Ladislau. Não ao letes,=aléteia


Aos caros amigos da Comissão Pastoral da Terra,

 

A Desenvolvimento e Paz manifesta o seu pesar pela morte de dom Ladislau Biernaski, Presidente da Comissão Pastoral da Terra e grande companheiro dos pobres no Brasil.

A vida de Dom Ladislau foi realmente uma vida comprometida com a justiça. Seu trabalho com a Pastoral Operária, Pastoral Carcerária, Pastoral do Menor, e a Comissão Pastoral da Terra mostra sua inteira dedicação às Pastorais Sociais e às lutas pela justiça social – na cidade e no campo. E como Presidente da Comissão Pastoral da Terra defendia com amor e convicção exemplar a reforma agrária, a soberania alimentar, a agroecologia, e a vida digna no campo.

Nossos mais sinceros pêsames aos familiares, amigos, e colegas do Dom Ladislau.

E nossos sinceros pêsames à Comissão Pastoral da Terra.

Estamos tristes com a notícia, mas nossa homenagem à vida de Dom Ladislau vai ser de continuar seu trabalho e continuar a enfrentar e denunciar com coragem a amor a injustiça --- e trabalhar para um mundo melhor.

Em solidariedade,

Anne Catherine Kennedy

(em nome da Desenvolvimento e Paz)


Siento que los "buenos" se nos van muriendo...
Os recordamos con cariño y os mandamos a toda la familia abrazos fuertes.
Salvador y Merche

 


É triste mesmo perder um companheiro de luta e de oração.

 

VAMOS ERGUER A CABEÇA E SEGUIR EM FRENTE, MANTENDO SEMPRE SUA VOZ PROFÉTICA VIVA EM NOSSO MEIO.

ABRAÇO A TODOS OS COMPANHEIROS DA CPT.

Kleber Jorge e Silva (seminarista da diocese de chapecó e da equipe da CPT/RS)


Olá Companheiros e companheiras de caminhada,

 

Transmitam aos familiares de Dom Ladislau e a todos/as nós, nossos sentimentos e que o Deus da Vida o acolha no seu reino. Não tenho muito o que falar, mas a fala do Jelson trasmite bem quem foi Dom Ladislau.

No silêncio e na oração,

Edmundo Rodrigues - coordenador nacional da CPT


A cada morte de um companheiro sentimos a imensa perda também da falta de renovação.
Porém a passagem de D. Ladislau, nos garante reforços no campo espirtual.
Que Deus o tenha na sua graça.

CPT _ Campina Grande

 


A perda do companheiro de sonhos e lutas, Dom Ladislau, deixou-nos imensamente entristecidos. Que sua prática e exemplo possam guiar-nos em nossa caminhada de CPT. Aos que ficam, muita força e coragem. A DomLadislau, o merecido paraíso celeste.

 

Abraços fraternos da Coordenação e Agentes da CPT Santa Catarina.


A Superintendência Regional do Incra em São Paulo lamenta a perda de Dom Ladislau Biernaski, presidente da Comissão Pastoral da Terra, falecido ontem, segunda-feira, 13. Expressamos nossos sentimentos aos familiares e a todos aqueles que privaram da companhia de Dom Ladislau em sua jornada em defesa dos trabalhadores rurais e da reforma agrária.

 

José Giacomo Baccarin

Superintendente Regional do INCRA/SP


Não conheci, pessoalmente, a D. Ladislau, mas tenho conhecimento de seu comprometimento com as causas da Terra e da Reforma Agrária.

Em muitas ocasiões ele foi muito solidário com a nossa Prelazia e com o Pedro.

Ele nos fará muita falta, mas ficará o seu legado de resistência, teimosia e comprometimento.

Zezé


Prezadas(os)

 

Perdemos mais um defensor da Reforma Agrária que tinhasangue de camponês circulando em suas veias e tinham um coração de polaco que possuíaum sensor dirigido na defesa dos pobres e excluídos. Tenho a certeza que suaenergia e seu compromisso de fé continuará entre nós nessa caminhada dereconstrução da esperança e do sonho de construirmos uma sociedade justa eigualitária. Boa viagem D. Ladislau ao coração do Pai. Abraço à todos.

Galego.


Dom Ladislau, bispo dos Sem Terras e dos pobres do campo. Testemunho de Roberto Baggio

 

“Aprendemos com dom Ladislau muitas coisas: sempre nos chamava a atenção no cuidado com a terra conquistada, com os jardins, com as sementes, com as plantas”, revela Roberto Baggio, liderança do Movimento dos Sem Terra do Paraná - MST.

Eis o depoimento.

“1. Dom Ladislau: bispo dos Sem Terras e dos pobres do campo... assim nós carinhosamente chamávamos Dom Ladislau. Filho de camponeses conhecia profundamente a questão agrária brasileira e sempre respaldava todas as iniciativas de lutas dos povos do campo pela democratização da propriedade da terra. Todas as vezes, em nosso meio, afirmava e reafirmava a necessidade de se fazer a reforma agrária em nosso país, para construir uma sociedade mais justa e igualitária.

2. Nesta longa caminhada, nestes últimos quase 30 anos, Dom Ladislau sempre esteve presente nesta grandiosa construção coletiva do MST e da Via Campesina; sempre estimulando as lutas, a organização e a mística. Nos momentos mais difíceis e duros de nossas batalhas deu testemunhos de coragem e firmeza em defesa incondicional dos que lutavam pela justiça.

3. Aprendemos com dom Ladislau muitas coisas: sempre nos chamava a atenção no cuidado com a terra conquistada, com os jardins, com as sementes, com as plantas. Isso tudo nos ajudou a construir a agroecologia como base de um projeto soberano para a agricultura.

4. Homem simples e acolhedor, marcas de uma atitude profundamente humana que permanecerão acesas em nossas ações e mentes, cotidianamente.

Que o Bispo, o Pastor dos Sem Terras, dos Camponeses, continue iluminando o caminho rumo à Terra Prometida.

Dom Ladislau Vive!!”


"Dom Ladislau, o bispo das pastorais sociais"

 

“Dom Ladislau era visto por nós como um oásis no episcopado paranaense, em sua grande maioria refratária ao movimento social. Era conhecido como o bispo das pastorais sociais, o porto seguro a quem sempre se podia recorrer”. O depoimento é de Cesar Sanson, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e ex-coordenador da Pastoral Operária do Paraná de 1986-1989.

Eis o depoimento.

Apesar de ser mais reconhecido por sua história de forte ligação à Comissão Pastoral da Terra e por sua luta pela Reforma Agrária, dom Ladislau Biernaski foi também o bispo responsável por muitos anos pela Pastoral Operária do Paraná. Acompanhou ainda de perto a Pastoral Carcerária e a Pastoral do Menor.

Nos tempos das grandes lutas operárias, greves, oposições sindicais, passeatas, ocupações de fábricas - particularmente nos anos 80 - dom Ladislau quando solicitado comparecia e emprestava o seu apoio. Era comum ele mesmo atender o telefone de sua residência em São José dos Pinhais (PR). Sempre dava prioridade à agenda das lutas sociais. Raramente perguntava as razões do movimento e sempre se posicionava do lado dos trabalhadores.

Na Pastoral Operária, dom Ladislau era uma referência quando se tratava da necessidade do apoio da Igreja às questões sociais. Era visto por nós como um oásis no episcopado paranaense, em sua grande maioria refratária ao movimento social. Era conhecido como o bispo das pastorais sociais, o porto seguro a quem sempre se podia recorrer. Muitas vezes voz isolada e até mesmo incompreendido por seus pares, dom Ladislau levava o apoio da Igreja as lutas dos operários e camponeses. Ainda mais, era sempre ele quem emprestava o seu nome aos projetos de sustentação financeira às pastorais sociais.

Como liberado da Pastoral Operária do Paraná nos anos 80, recordo-me da sua postura amiga, solidária e generosa para com as nossas causas.

Fez um bem enorme às pastorais do Paraná e do Brasil.


Dom Ladislau, bispo servidor dos pobres e protetor da natureza. Depoimento de Ir. Bernadete Valenga

 

“Foi por esse mundo possível, para tornar acessível a todos/as a educação, o trabalho, a terra, a água, a saúde, a moradia, que Dom Ladislau consagrou suas forças e sua vida”, diz a Bernadete Valenga, consagrada vicentina, em seu depoimento sobre Dom Ladislau Biernaski. Ir. Bernadete participa da Pastoral Operária do Paraná e é membro do Colegiado Nacional da Pastoral Operária.

Eis o depoimento.

Dom Ladislau ousou aceitar em sua vida o essencial para um Bispo Servidor do povo: o cuidado dos pobres e da natureza. Este caminho significava compromisso com os direitos humanos e a busca da transformação da realidade em uma sociedade de justiça, paz, inclusão social, acolhida, solidariedade, respeito, ética e dignidade.

Enquanto Pastoral Operária do Paraná percebíamos nele uma força que nos impulsionava para sairmos de nós mesmos para ir ao encontro dos outros/as e da vida, para torná-la mais plena (cf. Jo 10, 10). Na verdade ele se tornou um referencial em nossa fé. Juntos/as fomos percebendo que o projeto de Deus é a utopia do Reino a que Jesus veio servir. Um "novo céu e uma terra renovada, sem luto, nem pranto, nem dor" (Ap 21, 5) é a proposta mais concreta para nós, que assumimos a espiritualidade profética centrada em uma fé na humanidade, que nos interpela a reiniciar um caminho sempre novo: "alguém que acredita, mesmo esperando contra toda a esperança" (Rm 4, 18).

Foi por esse mundo possível, para tornar acessível a todos/as a educação, o trabalho, a terra, a água, a saúde, a moradia, que Dom Ladislau consagrou suas forças e sua vida.

Quem pauta sua vida pelo Evangelho de Jesus, o trabalhador de Nazaré, não perde a ousadia e a confiança na proposta transformadora dos que acreditaram num caminho novo e mais plenamente humano.


Dom Ladislau, defensor dos pobres e das lutas dos movimentos sociais. Testemunho de Darci Frigo

 

“Era um incansável defensor das causas dos pobres e marginalizados. Acolhia e era acolhido por eles. Sentia-se em casa no meio deles”, escreve em seu depoimento Darci Frigo, ex-agente da Comissão Pastoral da Terra (CPT) do Paraná e coordenador da ONG Terra de Direitos.

Eis o depoimento.

Foi presença marcante nas lutas sociais do Paraná e do Brasil. Homem simples, humilde, solidário, ecumênico e muito sábio. Era um incansável defensor das causas dos pobres e marginalizados. Acolhia e era acolhido por eles. Sentia-se em casa no meio deles. Seu engajamento junto às pastorais sociais da Igreja Católica, como a CPT e a Pastoral Operária e seu compromisso com os movimentos sociais, revelam o lugar preferencial que D. Ladislau escolheu para desenvolver sua missão de pastor.

Defendia a reforma agrária e a agricultura familiar camponesa como se fossem causas suas – e eram, por ser filho de camponeses e da Teologia da Libertação. Para ele o latifúndio era a origem de desigualdades e das enormes injustiças no campo. Erguia sua voz para denunciar o trabalho escravo, a violência contra camponeses, indígenas, quilombolas e a criminalização de movimentos sociais. Acreditava e defendia a reforma agrária e a regularização fundiária como caminhos para garantir paz e justiça no campo brasileiro. Propôs e defendeu o que se chamou no Brasil de Campanha pelo estabelecimento de um limite para a propriedade da terra no campo.

Era um agroecologista. Além de cultivar uma horta no quintal da sua casa, defendia a produção de alimentos saudáveis, sem agrotóxicos, sem transgênicos. Participava de Jornadas de Agroecologia, Feiras de Sementes Crioulas e sempre propunha que os agricultores e agricultaras deveriam ter acesso às escolas técnicas. Atento aos sinais dos tempos e das crises climáticas planetárias causadas pela ação do ser humano denunciou as mudanças no Código Florestal com objetivo de anistiar devastadores das florestas e abrir ainda mais espaço para novos desmatamentos no país sempre em nome dos lucros do agronegócio.

Descansou em paz por ter dedicado sua vida na luta pela justiça para os pobres.

Guardo muitas e boas lembranças da nossa amizade. As sementes (e mudas de flores) que partilhou conosco (quando pela última vez visitamos sua casa, três dias antes do Natal de 2011), ao encontrar a terra livre, germinaram. Vão certamente produzir frutos e flores no quintal das nossas casas. As sementes que D. Ladislau partilhou ao longo da caminhada, vão germinar e produzir frutos e flores nos quintais das nossas vidas.


Estimados amigos e amigas, meus sentimentos de solidariedade. Nosso irmão e amigo partiu e já está na terra sem males para cuja conquista tanto lutou. Que Deus o tenha em sua morada e que tenhamos a graça de seguir seus exemplos de vida.

 

Abraços.

D. Antonio Possamai


Homenagem a Dom Ladislau Biernaski, um Pastor e Profeta da justiça aos pobres

 

“Tanto bem lhe queríamos que desejávamos dar-lhes, não somente o evangelho de Deus, mas até a nossa própria vida” (1 Tes 2,8).

A Comissão Episcopal Pastoral para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz, vem, de público, prestar sua homenagem a D. Ladislau Biernaski, bispo diocesano de São Jose dos Pinhais. Em primeiro lugar, nossa palavra é de gratidão a Deus por ter presenteado à Igreja do Brasil com este pastor profeta marcado pela grandeza de espírito e firmeza de caráter.

D. Ladislau viveu e pensou a fé a partir dos ‘condenados da terra’ e, com eles, fez caminhos pouco frequentados pelos grandes deste mundo. Mas é nestes caminhos, percorridos por D. Ladislau que encontraremos o Senhor da Vida. Ele soube traduzir em gestos e palavras a Eucaristia celebrada com olhos abertos para enxergar os apelos de Deus presentes na vida dos pobres e seu clamor por justiça. Sua atuação enquanto bispo membro da Comissao das Pastorais Sociais e no Mutirão pela superação da miséria da fome, traduzia esta índole.

Nos últimos meses, na luta contra a enfermidade, soube transformar a dor em esperança, como durante toda sua vida o fez, junto aos camponeses que lutam em defesa da reforma agrária e da justiça no campo.

A vivência cristã e pastoral de D. Ladislau pode ser traduzida para nós como uma verdadeira encarnação, que continua na Igreja a Páscoa de Jesus de Cristo.

No silêncio de suas súplicas, seus gemidos de dor se uniram aos gritos de tantos sofredores, que, na fraqueza de seus corpos carregam as chagas de Cristo e a força da sua ressurreição.

Agradecemos a D. Ladislau que, pela sua experiência de vida sofrida e corajosa, simples e modesta, firme e decidida, coerente e perseverante, foi entre nós um “servo justo, que devolverá a muitos a justiça” (Is 53,11).

Que viva plenamente entre nós o testemunho de Dom Ladislau.

Os Bispos e assessores que prestam seu serviço pastoral na Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz, reafirmam seu compromisso eclesial de dar continuidade ao honroso trabalho de Dom Ladislau junto aos ‘condenados da terra’.

Dom Guilherme Antonio Werlang

Presidente da Comissão Episcopal para o Serviço da Caridade, Justiça e Paz


Boa tarde amigos (as) da CPT,

 

A CPT de Goiás manifesta seu pesar pelo passamento de Dom Ladislau, nosso presidente. Que Deus pai e mãe de bondade dê-lhe o descanso merecido e fica para nós a memória de quem nos ajudou no prosseguimento de nosso caminhada em busca do Reino.

Que Deus o acolha e console os seus familiares.

aderson Gouvea


 

A Igreja e o povo que sofre estão de luto, falece Dom Ladislau Biernaski

Dom Ladislau Biernaski, 74 anos, faleceu ontem (13 de Fevereiro) na Diocese de São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba-PR. Há três meses ele fazia tratamento contra câncer. Dom Ladislau dedicou toda sua vida à Igreja e ao povo que sofre. Atuou como presidente da Pastoral Carcerária, da Pastoral do Menor, e, atualmente, atuava como Presidente da Comissão Pastoral da Terra - CPT. Filho de camponeses poloneses, Dom Ladislau, além do conhecimento teórico, viveu profundamente o drama de milhares de posseiros, pequenos agricultores e famílias sem terra. Neste momento de dor, o Serviço Pastoral dos Migrantes – SPM abraça os familiares de Dom Ladislau, a Diocese de São José dos Pinhais, a CPT e o povo que sofre. E, confiantes nas sementes de esperança, justiça social e bem viver semeadas por Dom Ladislau avançamos de mãos dadas para a construção de um mundo fraterno, justo e sustentável.

Serviço Pastoral dos Migrantes – SPM

Fevereiro de 2012


CÂMARA DOS DEPUTADOS - Discursos de Luiz Couto - PT/PB

 

O SR. PRESIDENTE (Manato) - Concedo a palavra ao nobre Deputado do PT da Paraíba Luiz Couto.


O SR. LUIZ COUTO (PT-PB. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, registro a morte do bispo Ladislau Biernaski, em São José dos Pinhais, no Estado do Paraná. 
Esse bispo era Presidente, também, da Comissão Pastoral da Terra desde 2009. Dom Ladislau, conhecido como Bispo da Reforma Agrária, faleceu ontem, dia 13 de fevereiro, aos 74 anos, vítima de um câncer.
Sua luta em defesa dos trabalhadores e das trabalhadoras do campo sempre foi uma constante. Em 2010, durante o lançamento do Relatório Anual da CPT, intitulado Conflitos no Campo Brasil 2010, Dom Ladislau afirmava: A reforma agrária é aquilo que vai atacar na raiz a questão dose a falta de paz no campo. Com essas palavras quero me solidarizar com a luta de todos os movimentos sociais pela reforma agrária.


Nesse aspecto, registro minhas condolências aos familiares de Dom Ladislau, à igreja de São José dos Pinhais e, especialmente... (O microfone é desligado.)
O SR. PRESIDENTE (Manato) - Muito obrigado, nobre Deputado.

PRONUNCIAMENTO ENCAMINHADO PELO ORADOR


O SR. LUIZ COUTO (PT-PB. Pronuncia o seguinte discurso.) - Senhor Presidente, Senhoras Deputadas e Senhores Deputados. Registramos nesta manhãcom muita tristeza a morte do bispo Ladislau Biernaski de São José dos Pinhais, no Estado do Paraná, nomeado no ano de 2006. O mesmo também era presidente da Comissão Pastoral da Terra (CPT), desde 2009. Dom Ladislau, conhecido como o bispo da Reforma Agrária, faleceu ontem, dia 13 de fevereiro, aos 74 anos, vítima de um câncer.

Sua luta em defesa dos trabalhadores e das trabalhadoras do campo sempre foi uma constante em sua vida, sempre denunciando as questões dos conflitos agrários e a violência como razão maior dos conflitos que mata homens e mulheres no campo e exigindo a punição para mandantes e executores. 
Em 2010, durante o lançamento do Relatório Anual da CPT, intitulado Conflitos no Campo Brasil 2010, Dom Ladislau afirmava: A reforma agrária é aquilo que vai atacar na raiz a questão dosconflitos e a falta de paz no campo. Com essas palavras quero me solidarizar com a luta de todos os movimentos sociais que lutam pelo fim da violência no campo, e em especial, da Comissão Pastoral da Terra, que em todo o país éuma voz atuante denunciando a violência no campo e apontando a Reforma Agrária como saída para os conflitos.

Neste aspecto, registro minhas condolências aos familiares de Dom Ladislau extensivo a todos os integrantes da Comissão Pastoral da Terra CPT, especialmente do meu Estado da Paraíba. Esse é o registro Senhor Presidente. Muito Obrigado.
Era o que tinha a dizer.


Compartilhamos das dores, dos sofrimentos e morte de Dom Ladislau.

 

Quando Pastor Regional e Sinodal do Sínodo Rio Paraná da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil com sede em Toledo/PR, participamos com Dom Ladislau de muitas lutas e dificuldades que a CPT/PR então enfrentava em defesa dos pequenos agricultores. Foi um companheiro leal e justo com todos. Que a PAZ do Senhor conforte a todos nós que sentimos a sua perda.  " O Senhor é o meu Pastor, nada me faltará!"   Com saudades

P. Edgard Ravache


Ficamos tristes com esta noticia da morte de Dom Ladislau, mas como pessoas que acreditamos no Deus da Vida, celebramos que esteja vivendo já junto do Pai a Plenitude da Vida.
CPT - Prelazia de Lábrea

 


Hoje, reunidos num encontro de formação com os ribeirinhos, recordamos dom Ladislau, sua simplicidade e sua destemida coragem, sua coerência e sua disponibilidade. Rezamos em comunhão com ele para que nosso sonho não morra e nosso compromisso se confirme, pela sua intercessão.

 

Com fé na vida

CPT AMAPÁ


"Quem cre em mim viverá eternamente"

 

Dom Ladislau viverá eternamente em nossa memória.

Ladislau, homem de fé no Deus da vida; homem que acreditava na força dos fracos. Por isso foi incasável na luta junto aos camponeses e camponesas. Dedicou sua vida e seu episcopada a serviço dos pobres. Boa parte, junto à CPT, defendendo, contribuindo e propondo.

A CPT perde um pai, um irmão, um companheiro de luta pela terra e pelos filhos e filhos da terra.

Em Santa Catarina fica a lembraça de sua participação na 21 Romaria da Terra e da Água em Braço do Baú. Ficou muito forte seu testemunho, caminhando com os romeiros e romairas, naquele chão que testemunhou a morte de muitas pessoas nos deslizamentos de 2008. Dom Ladislau, com seu chapéu de palha, presença silenciosa e atenta, pés firmes no chão, palavras sábias, animou a nossa esperança e fortaleceu a nossa fé, naquela romaria.

Obrigada Dom Ladislau!

Você parte mas fica!

Fica no meio de nós como ressuscitado em Cristo e continua caminhando consoco!

Descanse em paz, irmão querido!

CPT de Santa Catarina


 

Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mário Quintana

NOTA DE PESAR E SOLIDARIEDADE

Estimados (as) companheiros (as),

É com grande pesar que recebemos a notícia do falecimento de Dom Ladislau Biesnark. Lamentamos profundamente a perda deste grande defensor incondicional pelas causas sociais.

Escrevemos com a intenção de transmitir toda a força, paz, amor, carinho e tranqüilidade, que nesse momento seus familiares, amigos, companheiros e companheiras tanto precisam.

Tenhamos a certeza, que seu legado de ensinamentos fortalecerá a continuidade de nossa caminhada por uma sociedade mais justa e igualitária para todos.

Fortalecer a luta, em defesa da vida. Todos os dias!

 

Movimento de Mulheres Camponesas – MMC Brasil

Passo Fundo, 14 de fevereiro de 2012.


 

A direção CNASI vem expor profundo pesar pela perda recente do reverendíssimo Bispo, Dom Ladislau Biernask, presidente da Comissão Pastoral da Terra – CPT.

A Igreja Católica e os movimentos sociais tiveram uma grande perda, pois Dom Ladislau Biernask sempre esteve envolvido nas lutas dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, manifestando o seu apoio incondicional.

"O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher." (Cora Coralina)

DIREÇÃO NACIONAL DA CNASI


 

A CPT RS manifesta seu pesar pela morte de Dom Ladislau Biernaski. Dom Ladislau dedicou sua vida na defesa dos empobrecidos, profetizando a realização da reforma agrária, da agroecologia, defendendo as organizações sociais, promovendo direitos e evangelizando o povo de Deus a caminho do Reino.

Seu exemplo de vida, seus gestos concretos, sua presença na luta pelos direitos dos camponeses e camponesas vão além de sua passagem terrestre. As sementes de libertação deixadas em suas atitudes e ações se multiplicarão junto aos empobrecidos e injustiçados. Dom Ladislau está presente na vida e caminhada das pessoas e organizações que buscam a justiça social e o Reino de Deus.

Atuando na CPT e em outras pastorais sempre prestou um relevante serviço, foi fiel a sua missão e conduzindo com firmeza a proposta pastoral.

Nossa missão e fé em Jesus Cristo, o ressuscitado, nos leva a abraçar as causas defendidas, profetizadas e assumidas por D. Ladislau .

Aos familiares e a comunidade diocesana nossos sentimentos.

Comissão Pastoral da Terra – Regional Rio Grande do Sul.


Bendito seja Deus, nosso Pai, pelo testemunho profético de seu filho Ladislau com a causa da Justiça e dos empobrecidos do campo!

 

Obrigado Dom Ladislau por seus anos de serviço e dedicação evangélicos a nossa Pastoral da Terra e das Águas.

Que o Espìrito nós dê a lucidez e a força de sermos fiéis ao seu testemunho e a causa dos pobres da terra.

CPT-Xinguara


Sim Dom Ladislau esta junto de Deus para interceder por nós esta luta por terra, conheci Dom Ladislau em uma romaria da Terra,homem do campo sempre preocupado com os camponeses sem terra solidário, a luta continua. Descanse em paz irmão, Pe. Serafim Annenkov Puebla México

 

Dom Ladislau, meu amigo, companheiro e confrade na vida religiosa, ja conhecia, ficamos mais amigos no Congresso da CPT em Montes Claros MG que na sua simplicidade teve uma ótima participação, agora vamos celebrar a sua ressurreição. abraços a todos da CPT, Goiás e do Brasil.

Inaldo Serejo – CPT Maranhão


Caríssimos Amigos da CPT Nacional,,

 

venho externar meus sentimentos de pesar a todos que formam esta grande família da CPT pela morte de Dom Ladislau, companheiro de tantas lutas. Endosso os pensamentos do Jelson Oliveira que reesumem os traços da personalidade de Dom Ladislau.

Em plena comunhão de pranto e preces
--

+ Augusto Alves da Rocha

Bispo Emérito de Floriano


NOSSOS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES E COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS QUE CONHECIA DOM LADISLAU

 

O Instituto Adelino Ramos-infcar, vem por meio de esta agradecer a dom Ladislau pela sua luta por reforma agrária, nossos sentimentos aos familiares e companheiros e companheiras que conhecia dom Ladislau.

Mais uma pessoa dos que defendem a causa dos trabalhadores em geral nos deixa um grande legado.grandes perdas aconteceram nos últimos tempos. Enquanto engrossam fileiras de covardes latifúndios deste país que sem escrúpulos continuam acrescentando as mais terríveis atrocidades. Continuam impunes  pois o  dinheiro e a ganância falam mais alto que o amor.enfim;dom Ladislau aqui vão nossos sinceros agradecimentos pelo que ficará de mais belo e puro nesta vida. O amor incondicional pois a exemplo de madre Teresa de Calcutá  pregou e viveu como a mesma dizia a um homem  que a disse: nem por um milhão de dólares eu daria banho neste leproso ela disse:nem eu só por amor se faz isso.dorme em paz dom Ladislau o sono eterno dos justos,pois sua missão foi cumprida. Apesar da dor que fica, fica conosco também  a semente plantada por tí  e será espalhada com frutos que podem cair um ou dois mas nascerão outros para continuar  o que iniciou. Que a cortina da vida se abra para aplaudir e agradecer a deus por permitir que estivesse conosco por este tempo e pedir perdão por sermos tão egoístas, acreditando que nos pertencia.

Claucélia ramos

INFCAR


 

Brasília, 15 de fevereiro de 2012.

 

Queridos Irmãos e Irmãs da

Comissão Pastoral da Terra – CPT

Nós do Conselho Indigenista Missionário expressamos nossos

sentimentos de pesar pelo falecimento do amado Dom Ladislau Biernaski, seu Pastor e nosso amigo querido.

Mais um “amigo do povo”, companheiro dos pobres, verdadeiro Pastor dos Pequenos do Reino foi acolhido na Casa do Pai: “Ele é a nossa paz"!

Certamente o Todo Bondoso saberá recompensar Dom Ladislau pelo bem que ele fez como padre e como Pastor, como testemunha da Verdade.

Incansável companheiro de caminhada dos marginalizados e discriminados, o querido Dom Ladislau soube testemunhar a Boa Nova mirando ao resgate da dignidade de tantos homens e mulheres do Paraná, do Brasil e do mundo.

Ele deu de beber, de comer, visitou os doentes, os prisioneiros, acolheu os sem esperança, lutou com e por eles, enfrentou os poderosos e pagou por isso.

Dom Ladislau nos deixa um legado: cabe a cada homem e mulher de boa vontade assumir o empenho para estabelecer o direito à vida, para que ela seja plena para todos. Ele nos mostrou o caminho e não mediu esforços para apontar as causas e os promotores das injustiças que oprimem os Pequenos do Reino. Cabe a nós continuar a luta de Dom Ladislau para que todos e todas, um dia, tenham a oportunidade de dizer que “Ele é a nossa paz"!

A certeza de termos mais um Anjo e Protetor no Céu nos enche de Esperança para continuarmos na luta.

A todas as companheiras e a todos os companheiros da CPT nosso abraço solidário.

Cleber César Buzatto

Secretário Executivo do Cimi - Conselho Indigenista Missionário


FROM: Stephen M Maher O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Presidente da Free the Slaves

Xavier,

Indika forwarded me notice of bishop Ladislau Biernaski’s death. Although I am not personally familiar with him or his work, it seems clear that those who were admired him greatly. It is always sad when an individual who has so much to contribute passes, however, he will continue to be an inspiration to those who knew him and knew his work. I just wanted to reach out to you and express my condolences both personally and on behalf of the entire Board of Free the Slaves, and let you know our thoughts and prayers are with you at this difficult time,

Steve Maher

FROM: Helen Armstrong O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

My thoughts and prayers go out to Commissao Pastoral da Terra and all of you who remain to carry on the work so well established and guided by Dom Ladislau Biernaski. May your continuing strength in advocacy for the poorest continue that work as you honor his memory.

Sincerely,

Helen

FROM: Indika Samarawickreme O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Diretora executiva da Free the Slaves

Hello Xavier,

Ginny told me about the passing of Bishop Ladislau and about his role at CPT. I wanted to send my condolences to you and to everyone at CPT on behalf of the staff at Free the Slaves.

We wish you all well at this difficult time.

Indika

Indika Samarawickreme

Executive Director

Free the Slaves  

FROM: McCarthy, Timothy O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Dear Xavier--I too am very sorry for your loss. He sounds like an amazing man. Our thoughts and prayers are with you, TPM

e-max.it: your social media marketing partner